Identidade visual: saiba o que deve ser levado em consideração

A identidade visual é um componente fundamental para toda empresa. Por meio dela, o cliente vai conhecer o negócio, saber dos valores da corporação, captar a sua essência e ver sua marca como algo único no mercado.

Com uma identidade clara e adequada, você promove vendas e deixa uma lembrança marcada em seus clientes. Nome, logotipo, imagens, cores e fontes são alguns dos elementos que vão compor sua marca.

Neste post, listamos algumas coisas que você deve levar em consideração na hora de criar a identidade visual da sua empresa.

Os objetivos da empresa

A primeira coisa a se pensar antes de criar sua identidade visual é no objetivo de sua empresa: ter em mente o que você pretende alcançar com seu negócio e o que quer transmitir para o cliente.

Conhecer seus próprios valores e saber aonde quer chegar com eles vai te ajudar bastante no processo de criação da marca.

O perfil do público-alvo

Outro fator importante a se considerar é o perfil do seu público-alvo. Conhecer as pessoas que vão de certa forma receber sua marca ajuda na hora de pensar no melhor meio de alcançá-las. Seu consumidor ideal é jovem e moderno? Então, escolher uma fonte muito clássica pode não ser a melhor solução para dialogar com ele.

Assim, saber de suas preferências e gostos é fundamental para criar uma identidade com potencial para impactar esse cliente, para que ele entenda que seu produto ou serviço é, de fato, para ele.

O significado de cada elemento

Ao criar uma imagem para sua empresa, o ideal é ter bem definido o significado de cada elemento que a compõe. Nada deve ser escolhido por acaso — da fonte às cores. São esses aspectos os responsáveis por passar a mensagem que você pretende.

Por isso, o logo escolhido, as imagens, o texto e as fontes utilizadas são fundamentais no processo e devem ser levados em consideração.

A inovação aliada à coragem

Como em todo o processo de abertura da empresa, a hora de conceber a identidade visual não é um momento para ter medo de arriscar — tanto é que inovar é uma das palavras-chave de qualquer negócio.

Uma boa maneira para investir nisso é acompanhando as tendências do seu mercado e compreendendo aquilo que o seu público tem mostrado interesse. Lembre-se que eles podem ser um termômetro para indicar se a rota traçada é efetiva ou se é hora de trocar de rumo.

Quando se tem as etapas de criação de identidade visual bem definidas, deve-se eliminar o medo e apostar nas suas ideias. O que é igual ao que todo mundo faz não se destaca.

A identidade visual como um investimento

Um dos erros dos empresários é ver os projetos de marketing como gastos e não como um investimento. É importante que, desde o início, você trate esse processo como um trunfo que trará bons resultados para o seu negócio. O modo como ele é visto e tratado acaba influenciando em seus resultados.

Ao criar uma identidade visual forte, você estabelece uma relação emocional com as pessoas. Elas incorporam valores e objetivos da empresa e criam um vínculo com ela. Não é preciso inventar muita coisa ou enfeitar demais na produção. Aposte na simplicidade e na objetividade, mantendo-se fiel à essência da corporação.

Qualquer contato que o cliente tenha com a sua empresa, em sua loja, por meio de um site, redes sociais, cartões de visita ou algum outro meio, vai influenciar no modo como ele vê a sua marca.

Daí a importância de pensar em tudo o que envolve seu negócio, investir na identidade visual e proporcionar sempre o melhor para o consumidor do seu serviço. Com isso, os comentários sobre sua marca serão positivos, sua corporação transmitirá mais confiança e as vendas aumentarão.

E aí? Gostou das nossas dicas? Então, acompanhe nossas postagens nas redes sociais. Estamos no Facebook e no Instagram.

Add Comment

Required fields are marked *. Your email address will not be published.